Deliveroo, app para entrega de comida de restaurantes locais - Foto: Melissa Becker

Experimentando o aplicativo Deliveroo

Fui a um evento de bloggers no The Wellington, pub no centro de Birmingham, para testar o aplicativo Deliveroo.

O serviço não é novo na cidade – você já deve ter visto vários entregadores uniformizados, de bicicleta, pelo centro. O app cobre restaurantes locais que não possuem o serviço.

A novidade é a entrega no Wellington!

Você precisa saber que esse pub é especializado em real ale (o tipo preferido de cerveja artesanal entre os ingleses) e considerado um dos melhores de Birmingham no segmento. No entanto, não serve comida – o que, sim, pode acontecer em pubs ingleses.

Assim, frequentadores do Wellington pode pedir tele-entrega (ou app-entrega?) pelo Deliveroo na porta do pub. Ou pedir cervejas especializadas para sua casa – o Wellington entrega cervejas pelo Deliveroo.

Deliveroo_Melissa_Becker01
Fotos: Melissa Becker

E foi assim que, no dia do evento, tive um hamburguer do The Dirty Cow Burger Company, na Broad Street, entregue no Wellington.

Ficou a fim de testar? Use esse código para ganhar um bom desconto na sua primeira encomenda (válido apenas no Reino Unido).

Deliveroo_Melissa_Becker12 Continue reading Experimentando o aplicativo Deliveroo

3 coisas boas da semana

Ida a Brighton, no sul da Inglaterra

Dois dias de férias, emendando com um feriadão, para uma visita rápida a Brighton, cidade no sul da Inglaterra famosa por sua praia de pedrinhas.

Foi a primeira vez que fui, e meu propósito foi relaxar, porque a parte mais corrida do ano para mim no trabalho vem aí. Assim, não fiz muito turismo – caminhei pelas Lanes, em busca de um café, e visitei o interior do Royal Pavilion – , mas aproveitei os dois dias de sol na praia, onde a água nem estava tão gelada.

Apesar de serem quase 3h30min de Birmingham (com troca de trem em Londres), valeu a pena.

Brighton, praia perto de Londres
  Brighton, praia de pedrinha – Fotos: Melissa Becker

 

Continue reading 3 coisas boas da semana

3 coisas boas da semana

(Always look on the bright side)

Espírito olímpico – e brasileiro – na Inglaterra
Espirito olimpico nos pubs da Inglaterra: bandeira brasileira na decoracao
Bandeira no The Lord Clifden – Fotos: Melissa Becker

As Olimpíadas anteriores foram no país que eu escolhi viver, e as de agora são no meu país.

É diferente acompanhar os jogos no Brasil à distância. Estou vendo muito pouco das competições por causa do fuso horário (4h de diferença agora que o Reino Unido está no horário de verão).

Mas tem sido bacana ver o espírito olímpico por aqui. Vamos ignorar produtos criados com tema olímpico – como o Rio BBQ Bites do KFC (opções: doce e com chilli – churrasco brasileiro para inglês ver).

Felizmente, tenho encontrado outras evidências do espírito olímpico e, de quebra, uma brisa brasileira.

Como a decoração do beer garden do The Lord Clifden, pub no Jewellery Quarter, cheio de bandeiras brasileiras. Ou aquele documentário da BBC sobre a Bossa Nova. Cenas do Rio na BBC diariamente, na mesma proporção de uma novela do Maneco (o que só nos deixa com mais banzo). A imprensa britânica obcecada com a piscina verde. O Guga com frequência na minha timeline.

E ainda meus bate-papos com minha amiga romena que está acompanhando os jogos mais do que eu. Trocamos mensagens durante a partida de handball feminino Brasil x Romênia, e levo a opinião dela muito a sério quando o assunto é ginástica olímpica. Ela adorou quando contei que Nadia Comaneci estava no Brasil e é muito admirada por lá.

Continue reading 3 coisas boas da semana

Orgulho inglês em DIY: faça você mesmo

DIY - B&Q, Reprodução
Imagem: Propaganda B&Q, Reprodução

Desde que me mudei para a Inglaterra, me admira como o povo aqui é adepto da filosofia do DIY (abreviatura para Do it Yourself, faça você mesmo). Eles têm uma mente aberta para aprender trabalhos manuais (muitas vezes, sozinhos) e colocar em prática em sua própria casa.

É só ir à biblioteca pública inglesa para encontrar uma diversidade de manuais. Marcenaria, jardinagem e costura, por exemplo, são hobbies, considerados gratificantes.

Essa habilidade ajuda bastante na economia doméstica, já que os valores de mão-de-obra no Reino Unido são altos se comparados com o Brasil.

Eu pensava que essa era a única razão que os levava a investir no DIY, na minha mentalidade brasileira. A questão é mais complexa do que isso. Continue reading Orgulho inglês em DIY: faça você mesmo

3 coisas boas da semana

(Always look on the bright side)

Abertura das Olimpíadas no Rio

Fiquei acordada até as 4h, acompanhando à cerimônia de abertura das Olimpíadas Rio 2015 pela BBC e no Twitter (óbvio). A transmissão começou à meia-noite do horário de verão inglês, mas valeu a pena.

A simplicidade do evento, em comparação aos anteriores em Londres 2012 e Pequim 2008, foi bem recebida no Reino Unido (pelo que vi até agora). Vai estar no nosso coraçãozinho para sempre, mas não creio que entrou para a história a longo prazo.

Acredito que estrangeiros não tenham entendido 50%, mas isso não me incomoda. Se eu não morasse na Inglaterra, não teria sacado parte da abertura das Olimpíadas de Londres (incluindo as enfermeiras).

Claro que me emocionei em muitos momentos: a formação do nosso povo, a nossa música, o Santos Dumont na cara dos americanos (que estavam assistindo a transmissão com delay de 1h), a Gisele (desculpa, não consigo evitar o bairrismo), o Vanderlei Cordeiro de Lima acendendo a Chama Crioula a pira olímpica…

Olympic Rings in the sky appear after awesome firework display #olympics #rio2016 (c)Getty Images

A photo posted by The Olympic Games (@olympics) on

Continue reading 3 coisas boas da semana

3 coisas boas da semana

(Always look on the bright side)

1) Dicas para aumentar a produtividade no trabalho

“Não é um problema de gerenciamento de tempo, mas de foco”. A frase da especialista Judy Goldberg foi o denominador comum dos três palestrantes do RedBull Productivy Talks – From ‘To Do’ to ‘Done’ na biblioteca Birmingham, na última terça-feira. No Reino Unido, o lugar no qual mais se consome o energético é o ambiente de trabalho. :O

Ao lado de Judy, o Prof. Ian Robertson, neurocientista e autor do livro The Stress Test (sem tradução no Brasil, mas disponível na Cultura), e o ex-capitão do time inglês de rugby sevens Rob Vickermann deram dicas para evitar distrações e divagações para concluir uma tarefa sem perda de tempo.

Ian Robertson, neurocientista, mostrou técnicas para aumentar foco e produtividade
RedBull Productivity Talk em Birmingham – Fotos: Melissa Becker

Continue reading 3 coisas boas da semana