3 coisas boas da semana

(Always look on the bright side – mesmo quando se passa uma semana sem celular)

 

1) The Danish Girl (no Brasil, A Garota Dinamarquesa), no The Electric. Com quatro indicações ao Oscar – melhor ator para Eddie Redmayne, atriz coadjuvante para Alicia Vikander, figurino e designer de produção -, conta a história do pintor dinamarquês Einar Wegener, pioneiro da cirurgia de mudança de sexo, em sua transição para Lili Elbe. O resumo para as telas deixou de fora certos pontos da história real, segundo essa matéria no The Telegraph. O filme leva mais tempo enfocando a transformação da protagonista, e a sensação é que, no final, tem que pular certos fatos importantes para concluir a história. Mesmo assim, a performance dos dois atores é ótima, as cenas da Dinamarca são lindas e a passagem do tempo entre as décadas de 20 e 30 – mostrada em roupas e ambientes – é encantadora.

 

2) Vencer um livro pouco a pouco e sentir que valeu seguir tentando por alguns trechos. Comecei  a ler Zen and the Art of Motorcycle Maintenance (Zen e a Arte da Manutenção de Motocicletas), de Robert M. Pirsig, há muitos meses com grandes expectativas. Grandes demais, e, quando isso acontece, a decepção pode ser grande também (meu marido me avisou que o autor era pretencioso). Como não gosto de abandonar livros, segui lendo com pouquíssimo entusiamo. Até que, quase na página 300, chego a um capítulo que acho muito interessante sobre essa visão dualística (objeto x eu) que temos das coisas e porque isso não dá certo. A frase abaixo é um bom resumo da “lição” do capítulo.

“Peace of mind produces right values, right values produce right thoughts. Right thoughts produce right actions and right actions produce work which will be a material reflection for others to see of the serenity at the center of it all.”

(“A paz de espírito produz valores corretos, valores corretos produzem pensamentos corretos. Pensamentos corretos produzem ações corretas e ações corretas produzem um trabalho que será um reflexo material para os outros verem a serenidade no centro de tudo isso.”)

 

3) Mozart in the Jungle, seriado da Amazon. No final da semana passado, o site deixou a série com Gael García Bernal liberada e assisti a alguns episódios da primeira temporada. É muito bom – não a ponto de me convencer a assinar Amazon Prime por isso, mas certamente a ponto de incluir o livro em que a série foi baseada, escrito pela oboísta Blair Tindall com o subtítulo Sex, Drugs and Classical Music, sobre a “subcultura” dos músicos clássicos profissionais em Nova York.

 

E quais foram as coisas bacanas da tua semana?

FinalSemana2 (640x447)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *