Dicas para procurar empregos no Reino Unido

Coisas que aprendi com meus erros e acertos e dicas que ouvi falar ao procurar emprego na Inglaterra… até que encontrei! O que mais você incluiria?

 

  • Se for seu primeiro emprego no exterior, esteja aberto às possibilidades, nem que seja apenas para ter uma referência para o próximo emprego.

 

  • Mais do que experiência, inicialmente, pense em ter referências no Reino Unido (seja de empregos anteriores, de trabalhos voluntários etc). Isso é importante porque empregadores gostam de contactar os chefes anteriores, mais para saber se a pessoa é confiável e se aparece para trabalhar. Também vai demonstrar que você já sabe como funciona um ambiente de trabalho britânico – mesmo que a experiência do trabalho em si não seja relevante para o novo cargo.

 

  • Aceite trabalhos temporários, de meio turno e/ou apenas para substituir alguém que ficou doente por um ou dois dias, no início. Considere que as horas de trabalho são bem mais flexíveis por aqui (ou seja, é normal ser temporário ou trabalhar meio turno, não vai ser vergonha nenhuma ter isso no currículo) e já conta como experiência e referência. Além disso, a empresa pode gostar do seu desempenho em um trabalho temporário, o que dará pontos se você se candidatar a uma vaga permanente no mesmo local.

 

  • Se deixar seu currículo em agências de empregos, deixe em várias e não fique em casa esperando o telefone tocar. Um tempo após ter se registrado (uma semana?), telefone para eles, dizendo que está “livre” naquela semana e gostaria de saber se tem alguma oportunidade. Mas não seja um chato: não insista, não pareça desesperado e não ligue toda semana, ou você vai queimar seu filme.

 

  • Quando você tiver mais experiência, pode se tornar mais seletivo e trabalhar apenas com agências que pagam melhor, por exemplo, enquanto o cargo dos sonhos não aparece.

 

  • Coloque seu currículo online, em sites como Reed, Monster, Indeed etc. Recruiters podem entrar em contato para vagas que encaixam com o seu perfil.

 

  • Se você quer ganhar experiência no Reino Unido na área que você costumava trabalhar no Brasil, por exemplo, e você já mandou vários currículos e ninguém te chamou para “aquela” vaga perfeita, existem locais que podem oferecer work experience – trabalho não remunerado por um curto trabalho de tempo (um mês, ou uma vez por semana durante um determinado período, se você tiver que trabalhar nos demais dias em outra coisa para poder pagar as contas). Isso também serve como referência e é uma boa maneira de, aos poucos, ir para a sua área.

 

  • Se seu sonho é abrir o próprio negócio, considere ter um trabalho de meio turno no início para equilibrar as contas. Criar o seu network, construir uma marca e torná-la sólida e reconhecida leva tempo e requer trabalho árduo, principalmente se você está em uma terra nova.

 

  • Pesquise no Google exemplos de currículos para empresas britânicas. No meu caso, eu tive que escrever um totalmente diferente, e não apenas traduzir, já que meu CV brasileiro era bem resumido e não descrevia as principais tarefas de cada função que tive.

 

  • Pesquise no Google exemplos de covering letter. No Brasil, não é pedido e parece bobagem. Se eles pedem isso para uma vaga aqui e você não manda, isso o deixará em desvantagem em relação a outros candidatos.

 

  • Adapte seu currículo e sua covering letter para o trabalho que você vai se candidatar. Não adianta colocar que você foi um excelente CEO no Brasil para uma vaga de atendente no McDonalds. Ou, se você esteve em empregos aquém das capacidades e fora da sua área só para poder equilibrar as contas por um período, avalie se é necessário colocar esses no currículo ao tentar um cargo mais alto na sua carreira, por exemplo.

 

  • Converse com amigos que trabalhem em boas empresas e peça para eles avisarem de vagas.

 

  • Evite jeans em uma entrevista. Aqui é visto como algo muito informal (mesmo que seja um jeans caríssimo). Com calça social para mulheres a £5 na Primark, não há muitas desculpas para não parecer smarter em uma entrevista de emprego.

 

  • Estude inglês, mesmo que você tenha um bom nível. Se você quer morar aqui mesmo, não vai ter nada a perder ao melhorar sua fluência – só a ganhar.

 

  • Seja paciente e não desanime. Boa sorte!

 

Tem uma dica? Deixe nos comentários!

 

(Foto no topo da página: Galymzhan Abdugalimov, Unsplash)

12 thoughts on “Dicas para procurar empregos no Reino Unido

  1. Muito obrigada pelas dicas. Eu tenho que concordar em trabalhar sem remuneração. ‘Work experience’.Foi assim que eu consegui me inserir no mercado de trabalho por aqui. eu trabalho até hoje pra mesma empresa. ? Remunera ?. Beijos e sucesso ?

    1. Ana, obrigada por compartilhar tua experiência. Relutei muito em “trabalhar de graça”, mas me ajudou para ter referência para empregos remunerados. É um caminho que temos que construir, por mais que já tenhamos anos de experiência no Brasil. Beijos, tudo de bom!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *