Arquivos por categoria: Cultura

A Arte de Viajar. Malta, 2016 - Foto: Melissa Becker

A Arte de Viajar, de Alain de Botton

Vou dividir minhas impressões sobre A Arte de Viajar, de Alain de Botton, antes de começar a publicar posts de viagens que fiz em 2016.

The Art of Travel, que, no Brasil, foi publicado pela Editora Intrínseca, foi o primeiro livro de Botton que terminei (explico depois). E gostei.

Não é um guia de viagens, mas nos conduz por lugares justamente com reflexões que não constam nesse tipo de publicação. Talvez nem poderiam, porque são baseadas em experiências e sentimentos do viajante.

Cada capítulo conta com uma personalidade como guia por diferentes lugares, do deserto do Sinai a Barbados.

Assim, temos o escritor francês Gustave Flaubert e sua fascinação pelo exotismo do Egito e a região da Provença pelo olhar do pintor holandês Vincent Van Gogh.

A Arte de Viajar - Foto: Melissa Becker
Van Gogh chegou à Provença em fevereiro de 1888 e capturou a luminosidade do local em suas pinturas: “abrindo os olhos dos outros” para essa parte do mundo

Essas estão entre as minhas partes favoritas de A Arte de Viajar, junto às histórias de Alexander Von Humboldt na América do Sul e do próprio Botton na Espanha.

Leia mais A Arte de Viajar, de Alain de Botton

Hygge: o conceito dinamarquês de viver bem

Hygge vai me ajudar a atravessar esse inverno na Inglaterra.

Tento encontrar distrações para amenizar os dias mais escuros e frios daqui. Já fiz kit inverno kit claridade, comprei caneca que ajuda a colocar tudo em perspectiva

Mas a solução (ou tentativa) deste ano é The Little Book of Hygge: The Danish Way to Live Well, de Meik Wiking (editora Penguin Life) – em tradução livre, O Pequeno Livro de Hygge: O Jeito Dinamarquês de Viver Bem (ainda não lançado no Brasil).

O autor, Meik Wiking,  é diretor do Instituto de Pesquisa sobre Felicidade, baseado em Copenhagen – e hygge tem ligação com os níveis de felicidade da Dinamarca.

Fiz algumas fotos de páginas ilustradas do livro para vocês terem uma ideia melhor desse estilo de vida.

 

Mas o que é hygge?

O termo provém de uma palavra norueguesa que significa “bem-estar”, mas foi apropriada pelos vizinhos dinamarqueses.

Aconchego é a palavra portuguesa mais próxima de uma tradução, mas ela, sozinha, não captura tudo o que o conceito inclui. Leia mais Hygge: o conceito dinamarquês de viver bem

Barber Institute: arte na universidade

Apesar de o prédio em art deco não ter a mesma imponência da Birmingham Art Gallery, acho a coleção do The Barber Institute of Fine Arts, na Universidade de Birmingham, mais interessante.

É um museu de arte pequeno, mas concentra poucos e bons. Se a Birmingham Art Gallery exalta os talentos locais, é no campus da universidade que se encontra exemplares de obras dos maiores artistas mundiais, como Monet, Magritte, Picasso e Degas.

Como não se pode fotografar as obras de arte, uso a conta do museu no Instagram para compartilhar algumas belezas que vi por lá.

The Blue Bower, de Rossetti, é considerada uma das peças mais bonitas em exibição:

Leia mais Barber Institute: arte na universidade

Passeio por Birmingham com o Canal Londres #tbt

Está pensando em conhecer Birmingham, na região central da Inglaterra, mas não sabe bem o que visitar? Olha só uma sugestão de roteiro que você pode seguir.

No ano passado, tive o prazer de receber o Silvino e a Susan do Canal Londres para um passeio pela segunda maior cidade da Inglaterra.

Fizemos dois vídeos – que você pode assistir abaixo, com uma caminhada pelo centro e  um tour pela maior biblioteca da Europa em número de visitantes  -, mas só agora posso compartilhar aqui porque a antiga hospedagem do blog não possibilitava publicá-los! Leia mais Passeio por Birmingham com o Canal Londres #tbt

NT Live: Hamlet

Foi por acaso que assisti a estreia de NT Live: Hamlet, com Benedict Cumberbatch, no mac birmingham, na última quinta-feira.

Fui com colegas de trabalho que tinham um ingresso sobrando, apenas sabendo que era a exibição no cinema da montagem no Barbican, em Londres.

E estava descrente: esse negócio de “teatro na tela do cinema” funciona mesmo? Ou é só um consolo para quem não conseguiu ticket para a coisa real?

As duas coisas.

Ciarán Hinds (Claudius) - Fotos: Johan Persson, National Theatre / Divulgação
Ciarán Hinds (Claudius) – Fotos: Johan Persson, National Theatre / Divulgação

Leia mais NT Live: Hamlet

3 pausas pelo mundo nesta semana

Há semanas em que “coisas boas” nesta série que faço não é termo adequado, e essa é uma delas. Como jornalista, não posso ignorar o que (finalmente) chegou às manchetes nesta semana.

 

1) Antes de a morte do menino sírio Aylan Kurdi abrir os olhos do mundo para a situação dos refugiados, o Channel 4 levou ao ar na segunda-feira o ótimo documentário Breaking Into Britain: The Lorry Jumpers, mostrando a rotina dos que tentam sair de Calais, se escondendo em um caminhão com o Reino Unido como destino.  

 

Leia mais 3 pausas pelo mundo nesta semana

Grupo Corpo no Hippodrome

Sinto falta de ver espetáculos brasileiros por aqui. Por mais que as produções inglesas primem pela excelência, tem algo inigualável.

Assistindo ao Grupo Corpo ontem à noite no Birmingham Hippodrome, esse je ne sais quoi se traduziu em pura energia no palco – tanto da coreografia em si, quanto do preparo dos bailarinos.

É imperdível: a companhia mineira de dança fará mais uma apresentação hoje (dia 29), às 19h30min.

* * *

SEMMIM3054M (1024x1280)

A obra Sem Mim foi apresentada na primeira parte do espetáculo. Leia mais Grupo Corpo no Hippodrome