Prazer e dor: sapatos ganham destaque no V&A

LondresSeloO título da exposição é um resumo perfeito.

Shoes: Pleasure and Pain (Sapatos: Prazer e Dor) reúne cerca de 200 pares de calçados, do antigo Egito a designers contemporâneos, no Victoria & Albert Museum, em Londres. 

O objetivo da mostra é lançar um olhar aos extremos do que se usa nos pés ao redor do mundo, considerando seu significado cultural e o conhecimento empregado para produzi-los. Assim, a extravagância permeia os itens expostos em diferentes formas: material, altura, design, status.

Evening shoe, beaded silk and leather, France (1958-60). Roger Vivier (1907–98) for Christian Dior (1905–1957) © Victoria and Albert Museum, London
Considerado o Fabergé dos sapatos: par em seda bordada e couro, do criador Roger Vivier para Christian Dior (França, 1958-1960) © Victoria and Albert Museum, London

No final do século 17, se tornou possível comprar sapatos prontos, que não eram feitos sob medida e encomenda. Lojas de sapatos, mais ou menos como as conhecemos hoje, foram estabelecidas no século 18.

Entre as peças históricas, está um par de padukas: sandálias de prata, ouro, cobre e madeira, feito para uma noiva indiana no século 19.

Wedding toe-knob paduka, silver and gold over wood, India 1800s
Paduka em prata, ouro e madeira (Índia, século 19)

A exposição explora ainda como a ornamentação excessiva e cara, com opulência de materiais e cores ousadas, é associada a um alto status sociais.

‘Parakeet’ shoes. Caroline Groves, England 2014. Photography: Dan Lowe
Parakeet Shoes, de Caroline Groves (Inglaterra, 2014). Photography: Dan Lowe

A praticidade está fora de questão em Shoes: Pleasure & Pain.

O sapato é capaz de ditar o jeito que a pessoa que o calça irá caminhar – quase como parte de uma performance.

Lida com sonhos – como o sapatinho de cristal da figurinista Sandy Powell com a Swaroski para o filme Cinderella, de 2015 – e ainda é objeto de fetiche, como resume um dos sapatos criados por Christian Louboutin e o diretor David Lynch em 2007.

Exemplos de famosos – da Rainha Mãe à Lady Gaga, passando por Imelda Marcos – e de colecionadores anônimos fazem parte da exibição.

Zaha Hadid for United Nude © Courtesty of United Nude
Criação da designer Zaha Hadid para United Nude © Courtesty of United Nude

No segundo andar da exposição, um olhar sobre a fabricação de um calçado: vídeos mostram sapateiros trabalhando o couro e as diferentes camadas. É possível ver um Manolo Blahnik desconstruído e entender tudo o que está por dentro de um par.

‘InvisibleNakedVersion 2011, Andreia Chaves. Photo: Andrew Bradley
InvisibleNakedVersion, da brasileileira Andréia Chaves (2011). Photo: Andrew Bradley

Para os artesãos, um dos desafios é a demanda por saltos cada vez maiores. Para nós, aprender a se equilibrar com graça sobre suas criações.

A exposição pode ser visitada até 31 de janeiro de 2016.

Installation view of Shoes: Pleasure and Pain 13 June 2015 - 31 January 2016 Christian Louboutin 'Pigalle' pump. Victoria and Albert Museum, London
Sapatos Pigalle, de Christian Louboutin © Victoria and Albert Museum, London

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *