No transporte público: Swift em Birmingham

Duas empresas de ônibus fazem a linha que pego diariamente em Birmingham, National Express West Midlands e Blue Diamond. Até setembro, eu tinha o passe mensal de apenas uma delas.

Ou seja: cada vez que vinha o ônibus da outra companhia, eu deixava passar ou, se estivesse muito atrasada, pagava a tarifa normal para poder embarcar no ônibus.

Mas agora eu tenho o cartão Swift e minha vida mudou! 

Foto: Melissa Becker
Foto: Melissa Becker

Demorou demais para eu saber que esse cartão é válido em todas as empresas de ônibus de Birmingham.

No site do cartão, você pode responder perguntas para descobrir qual é o mais indicado no seu caso. O meu é o plano mensal, com débito direto, apenas para ônibus. Mas dá para fazer combinações do tipo ônibus e trem, ônibus e tram etc.

A vantagem é que, até onde sei, os cartões do Network West Midlands incluem todos os sistemas – ou seja, você pode acabar pagando por mais do que realmente vai usar.

Antes, eu tinha o cartão mensal do National Express, apenas para os ônibus da empresa. Pagava £52.50 (quatro semanas, viagens ilimitadas). Todos os meses, eles mandavam o ticket pelo correio e eu tinha que lembrar de trocar na minha carteirinha – ou, se esquecesse em casa, teria que pagar separado.

Agora pago cinco libras a mais, mas posso pegar qualquer ônibus em Birmingham e não tem essa de ter que ficar trocando papelzinho todos os meses – com o débito automático, meu cartão é recarregado automaticamente. É só encostá-lo no leitor do ônibus e voilá!

No meu caso, vale a pena, porque já houve dias em que eu ficaria plantada na parada por mais um tempo ou gastaria por fora para pegar o ônibus da outra empresa, não fosse o Swift. Tem sido mais prático para mim.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *