A imponência sacra das igrejas em Chester

chesterA visita à Catedral de Chester era parte certa do meu roteiro – indicação de duas amigas que já tinham ido ao local (foto abaixo).

as ruínas de St John’s foram uma bela surpresa que descobrimos durante o nosso passeio pela cidade (acima).

Fotos: Melissa Becker
Fotos: Melissa Becker

A catedral teria quase 2 mil anos de história: reza a lenda que um templo druida existiu no local, sucedido por um templo romano dedicado ao deus Apolo. Teria virado igreja católica quando o Cristianismo se tornou a religião de Roma, no século 4.

Chester_Cathedral_Melissa_Becker04 (1024x685)

Sabe-se com certeza que uma igreja foi fundada no local no ano 660. O monastério foi criado em 1092, mas dissolvido quase 500 depois. Henrique VIII, fundador da Igreja Anglicana, resolveu preservar o prédio, transformando-o em uma catedral.

chester_cathedral_Melissa_Becker01 (1024x1024)

Um dos destaques do local é o jardim, que uma amiga garantiu que era um local bem romântico. Infelizmente, quando visitamos, a área estava fechada, e tudo o que consegui ver foi através das vidraças do claustro – mas pareceu romântico mesmo!

Chester_Cathedral_Melissa_Becker13 (1024x685) Chester_Cathedral_Melissa_Becker12 (1024x685)

Além dos vitrais coloridos – alguns históricos, outros mais modernos -, há outras peças interessantes dentro da catedral, como mosaicos e esculturas em madeira.

Chester_Cathedral_Melissa_Becker15 (1024x825)

Observe ainda o órgão de 1875, com 4894 tubos. Eu contei (mentira).

Chester_Cathedral_Melissa_Becker16

* * *

Por sua vez, a igreja de St John é a mais antiga igreja de Chester e foi a primeira catedral da cidade.

Chester_StJohns_Melissa_Becker08

O prédio se mantém há 900 anos, mas parte foi demolida após a dissolução dos monastérios por Henrique VIII, há quase cinco séculos.

As ruínas incluem partes do coro da época dos normandos, a Capela de Nossa Senhora (do século 14) e outras duas capelas medievais.

Chester_StJohns_Melissa_Becker11

Essa página (em inglês) tem um relato bem interessante sobre o local.

O prédio levou 200 anos para ser erguido e chegou a sua forma mais completa ao final do século 13.

Chester_StJohns_Melissa_Becker01 (1024x685)

Uma placa no local explica que, naquela época, o templo tinha mais que o dobro em comprimento do que a igreja atual.

Próximo a um dos arcos, está um dos mistérios de Chester: um caixão do século 13 encrustado em meio às pedras de arenito, com a inscrição “Dust to Dust” (“És pó, e em pó te tornarás”).

Chester_StJohns_Melissa_Becker05 (1024x685)

Após visitar as ruínas da igreja de St John, a dica é visitar a área vizinha, o Grosvenor Park – bastante agradável para um passeio.

Grosvenor_Park_Melissa_Becker02

Grosvenor_Park_Melissa_Becker01

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *