Primavera em Praga: artística e comunista

PragaÉ uma delícia caminhar por Praga.

Uma das razões é a bela arquitetura, com influência de vários estilos. Junta-se a isso os marcos da vibrante vida artística da capital da República Tcheca (principalmente no final do século 19, início do século 20) e os símbolos de opressão e de resistência ao regime comunista.

 

Fotos: Melissa Becker
Fotos: Melissa Becker

Neste post, veja um pouco mais das atrações que visitei (e recomendo!) em Praga e planeje a sua viagem:

 

 

> Muro em homenagem à John Lennon (Lennon Wall): além de ser uma homenagem ao beatle morto em 1980, o muro se tornou um símbolo de liberdade e de oposição ao regime comunista naquele década. Os jovens tchecos escreviam na parede mensagens contra o governo na calada da noite, uma forma de se expressar sem serem presos. Hoje, apesar de novos grafites terem coberto os originais com o passar dos anos, o muros permanece como um símbolo da luta contra a opressão e pela liberdade de expressão. Fica na Velkopřevorské náměstí (Grand Priory Square), em Malá Strana.

Praga_Lennon_Melissa_Becker (1024x1024)
Muro a Lennon: cenário de protestos no passado, hoje serve como set para ensaios fotográficos (à esquerda) e homenagem a outros Beatles – Fotos: Melissa Becker

 

> Museu Tcheco da Música (České muzeum hudby, ou Czech Museum of Music): uma maneira simples de ilustrar a relação de Praga com a música clássica é dizer que havia rumores de que Mozart se sentia melhor compreendido pelos moradores da cidade do que em outras partes da Europa, no século 18 – ele mesmo conduziu a estreia mundial da obra Don Giovanni em Praga, em 1787. Essa tradição torna a visita ao museu especial. Em uma antiga igreja do século 17, em estilo barroco, a exposição permanente Homem – Instrumento – Música apresenta instrumentos lindíssimos. Se é imperdível para quem ama música, posso garantir que alguém que não consegue distinguir notas musicais (como eu) também vai gostar.

Praga_Musica_Melissa_Becker (1024x505)

 

Museu da KGB (KGB Museum): fantástico acervo de um colecionador russo, que conduz o tour pelo pequeno museu com entusiasmo (e um certo mistério – pediu para não ter fotos suas publicadas aqui no blog). Prepare-se para ver equipamentos de espionagem (como a arma e a câmera em miniaturas, nas fotos abaixo), sistemas de radiocomunicação e cartazes de propaganda, entre outros, originalmente usados pelo órgão de segurança da antiga União Soviética. O acervo é tão extenso que inclui objetos colecionados pelos soviéticos (como facas nazistas), material de escritório, um exemplar do antecessor da Kalashnikov (com a qual os visitantes podem posar para fotos) e até um escorpião decorativo para o consumo de cocaína. Fica na região de Malá Strana, e foi um dos destaques da minha visita à Praga.

Praga_Museu_KGB_Melissa_Becker (1024x1024)

 

> Dancing House (Tančící dům): sabe quando você vê a foto de um prédio, sem saber onde fica, e aquilo te marca? Pois coloquei a Dancing House (“casa dançante”) na minha lista de atrações a visitar em Praga quando a reconheci em um guia de viagem que folheei antes de embarcar. O prédio de escritórios, construído nos anos 90, se localiza próximo à margem do rio Vltava e confere maior diversidade à arquitetura da cidade.

Praga_Predios_Melissa_Becker (1024x745)
“Casa Dançante” (à esquerda) e poste cubista (à direita, no canto): diferentes estilos arquitetônicos pelas ruas da capital tcheca

 

> Poste cubista: é APENAS um poste de luz, mas é considerado o ÚNICO poste de luz cubista do mundo. Criado em 1913, é outro exemplo de arquitetura moderna pelas ruas de Praga, em uma esquina com variados estilos – incluindo uma igreja gótica. Situa-se na Jungmannovo náměstí (a poucos metros do restaurante U Pinkasů, sobre o qual vou falar em um próximo post!).

 

> Torre da Pólvora (Prašná brána) e Casa Municipal (Obecní Dům): A torre gótica, um dos antigos portais da cidade que separa a cidade velha da nova, liga-se ao maior símbolo arquitetônico da arte nouveau em Praga. A Casa Municipal, aberta em 1912, teve seus mais finos detalhes criados para expressar unicamente esse estilo artísticos: dos murais às luminárias, dos vitrais às cortinas. Vale a pena fazer uma visita guiada a essa casa de espetáculos para ver trabalhos de artistas como Alfons Mucha, um dos principais expoentes do movimento. Se não tiver tempo, outra dica é ir ao belíssimo café ou ao American Bar, no subsolo da Casa Municipal. Veja mais fotos neste post sobre art nouveau em Praga no blog This is My Happiness (em inglês).

Praga_Municipal_House_Melissa_Becker (759x1024)

 

> Museu do Franz Kafka: a exposição permanente do local se chama A Cidade de K. – Franz Kafka e Praga e traça a vida e angústias do autor pelas ruas da cidade. Eu havia lido apenas A Metamorfose, mas acrescentei Cartas ao Pai à minha lista de leitura após a visita. Na frente do museu, a escultura de dois homens urinando na República Tcheca é uma das várias estátuas bizarras espalhadas pela cidade.

Praga_Kafka_Melissa_Becker (1024x512)

 

Não perca: mais dicas imperdíveis da
República Tcheca
 no BrummieBR!

 

8 thoughts on “Primavera em Praga: artística e comunista

  1. Deus me perdoe pela inveja rs!

    E eu aqui no Brasil … ai ai rs!

    —————————————————————————

    Cara que lugar lindo! E repleto de arte … P e r f e i t o !!!!!!! …
    Meu pai estuda engenhariam vou mostrar a ‘Casa Dançante’ pra ele, com certeza vai pirar!

  2. Deus me perdoe pela inveja rs!

    E eu aqui no Brasil … ai ai rs!

    —————————————————————————

    Cara que lugar lindo! E repleto de arte … P e r f e i t o !!!!!!! …
    Meu pai estuda engenhariam vou mostrar a ‘Casa Dançante’ pra ele, com certeza vai pirar!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *